quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Poema em construção

                                   

Sou um poema em construção
Do poeta de infindável escrever,
Que poderia ter-me feito
Poesia concreta,
Mas me escreve versos soltos,
Em rascunhos.

Sou um poema que seria,
Que poderia, falaria.
E sendo assim inconclusa,
Rabisca-me todos os dias,
Pedindo que eu cante uma poesia
Que lhe seja mais bonita.

Ah, meu poeta, não desistas
De em mim escrever-te,
Embora saibamos ser eterna
Essa minha imperfeição,
Posto ser também sem fim
A tua inquietação.


10 comentários:

  1. Mais um poema lindo para coleção ... Estamos aguardando o livro!!!

    ResponderExcluir
  2. Na inquietação e persistência de um poeta, a concepção de mais um belo poema-sonhador!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Seria Deus um poeta inquieto que escreve nossas vidas, Regina? Amei seu poema. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá Regina...
    Longe de mim fazer comparações..mas é quase impossível...essa metalinguagem em seu Poema lembrou-me de um Poema de Sylvia Plath, "Mirror"...ele, o Espelho vai falando por si no poema...ambos, o seu e o dela, interessantísssimos...

    Quero agradecer suas palavras gentis no meu blog, uma Honra!
    Abraço,

    ResponderExcluir
  5. Regina, o lindo poema pode estar 'em construção'. Já você está pronta como poeta, embora sempre aprendiz, claro.

    ResponderExcluir
  6. Te vi não sei onde
    e apenas passei
    por donde
    pensei encontrar
    meia duzia de letras
    a rimar
    ou aonde
    me pudesse encontrar.
    Não passa tudo duma peta,
    porque louco como sou
    eu sabia,
    para além do que escrevesse,
    era conversa de treta
    a poesia que te desse.
    Mas naquilo que escrevi
    se alguma coisa rimou
    uma realidade eu vi
    Em poesia
    eu sou louco porque sou.

    Agora, falando sériamente, gostei do teu jeito de escrever, e gostei do blog.
    Vou voltar e se é possivel prometer, vou voltar só para te ler.
    Paz e Luz para iluminar teus passos.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Regina..
    Muito bonita tua mensagem lá no meu blog...Obrigada!
    Sobre o Pingo Bentinho, ele é meu simmmm!, eu o Amo de Paixão, ele tem 6 anos, a foto que está no blog era de quando a pelagem dele chegou no ápice...tava lindo demais. Porém, aqui é muito quente, e eu sofria de vê-lo tão peludo, já que a origem dele é do Tibet gelado...agora ele foi tosado em outubro e agora parece uma ovelhinha querida.
    Mas tenho outros cães, 2 Cockers Spaniels [1 está no céu, Sherlock, meu primeiro cão amado], Odi, o segundo Cocker...1 Sheep Dog Lindo e Enorme, mas muito gentil e um gato..rss, ele nos adotou, foi entrando magrinho e com fome, hoje ele é muito paparicado. É um gato preto...rss, nunca pensei que teria um gato e ele convive super bem com os cães. Vou fazer um post sobre ele ano que vem.
    Abraço e
    Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  8. Oi Regina,

    passei para te desejar um 2012 iluminado, cheio de saúde e paz no coração!

    Beijos

    Leila Rodrigues

    ResponderExcluir
  9. PARABÉNS PELO POEMAS ACHEI LINDO... EU SEU BLOG E FIZ UMA VISITA ACHEI MUITO ESTOU TE SEGUNDO NO BLOG TÁ ME VISITE EU GOSTARIA MUITO DISSO BJOSSS STEFANNY

    ResponderExcluir
  10. Desculpe os erros e falhas nas letras rsrs bojsss

    ResponderExcluir