sexta-feira, 22 de março de 2013

Lá vai a menina



Pipas - Cândido Portinari


Menina sapeca
Feliz saltitante
Gira e caminha
Pela calçada
                       
Voam seus cachos compridos
Voa a saia embabada
                       
Feliz porque hoje
Já é sexta-feira
Feliz porque a mãe
Caminha ao seu lado
                       
Canta sonho de criança
Cantam seus braços alados
                       
Até que no alto
Viu uma pipa
Dançando bonito
Brincando com ela
                       
Trançaram-se os pés distraídos
Traçou-se uma queda daquelas
                       
Agora só chora
Sem sonho e sem valsa
E a mãe a consola:
-Foi nada, levanta!
                       
O tempo sara as feridas
E a casquinha se arranca
                       
Lá vai a menina
Feliz saltitante
Gira e caminha
Pela calçada
                       
Voam seus cachos compridos
Voa a saia embabada


10 comentários:

  1. Regina, minha querida amiga
    Adorei este poema! Tem ritmo, contagia, faz-nos sentir vontade de saltitar, de ser de novo criança...
    Parabéns!

    Se não nos "virmos" antes desejo-lhe uma Páscoa muito feliz.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Que delícia a inocência e a leveza de ser criança!
    Poema delicioso esse!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Que fofura de poema, Regina! Quantas vezes vivi essa situação na infância. Só mudavam os motivos do tombo, mas a alegria de ir saltitando ao lado da mãe era a mesma. Deu saudade. Muito bonito! Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Só quem bem viveu a infância é capaz de retratar assim a vida de criança. Patabéns, Regina menina-moça-mulher-poeta!

    ResponderExcluir
  5. Quantas casquinhas, nasceram em meus joelhinhos.
    Bateu saudade, das brincadeiras na calçada...tão bom que era!
    Obrigada, Regina
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Nesse poema as palavras rodopiam.
    Que lindo!

    ResponderExcluir
  7. Minha querida amiga
    Hoje estou passando especialmente para desejar um MUITO feliz Dia das Mães.

    Um grande e carinhoso beijinho

    ResponderExcluir
  8. Alegre cena de tantas mil infâncias, que seu escrito revela com suave e leve propriedade. Parabéns!Saudade.

    ResponderExcluir
  9. Olá Regina, me deixou imensamente feliz esse teu comentário de hoje. Saiba que vc é minha primeira venda kkkkkkkk

    Não lancei o livro ainda, tive alguns contratempos e precisei mudar de editora, mas em breve lançarei!

    Me mande um email para eu lhe enviar as novidades de lançamento, pode ser?!

    Aguardo. Bjs

    kmilla.monteiro@gmail.com

    ResponderExcluir
  10. Querida Regina
    Muito obrigada por sua visitinha, que me deu um enorme prazer.

    Quem sabe um dia você não consegue fazer também uma visitinha a Lourdes? Impossíveis não existem, quando o sonho é grande :)

    Eu também conheço uma parte razoável da Itália, um país lindíssimo, que merece ser visitado.
    Claro que, vivendo em Portugal, é mais fácil visitar a Europa. Eu conheço alguns países, dei passeios muito bonitos.
    Agora... só Deus sabe se o voltarei a fazer...

    A vida tem que ser vivida conforme se nos apresenta.

    Desejo tudo de bom para si, e deixo um beijinho muito GRANDE.

    ResponderExcluir